12 outubro, 2007

Verso e Voz - 12 de outubro

Venha então, minha querida; venha comigo, meu amor. O inverno já foi, a chuva passou, e as flores aparecem nos campos. É tempo de cantar! Venha comigo, minha querida. - Ct 10b-12a, 13b (BLH)

O amor erótico faz parte da vida. O Livro dos Cânticos está entre as literaturas mais eróticas do mundo! Na cultura hebraica, as imagens transmitem os prazeres do cheiro, sabor, tato e orgasmo. É paixão pura, sem falar em noivado, casamento, família ou filhos. É êxtase só, sem amarras culturais ou religiosas. É o delírio da libertação, sem neuroses e preconceitos. Representa uma expressão da contracultura, protestando contra a opressão da mulher e do corpo, de uma religião controladora. A religião institucional tratava a mulher como ser inferior. As igrejas não conseguem aceitá-lo sem disfarçá-lo ou colocar controles e restrições. Os homens impõem restrições sobre ela. Ela tem que ser mais “modesta” do que o homem. Exercem um duplo padrão de moral a favor do sexo masculino. Mas nos Cânticos, ambos os sexos são livres para curtir a sua sensualidade. É tempo da paixão! Paixões sexuais são passageiras, mas podem nos levar à paixão pela vida inteira e a fé que a vida vale a pena! A vida pode se tornar encantadora, mesmo com frustrações e obstáculos. A fé pode abrir novos mundos encantadores, cada momento uma surpresa, cada dia, uma aventura. O tédio é sinal da morte, a paixão da vida!. A paixão leva a pessoa a ficar fora de si. Supera os limites da lógica. Enfrenta obstáculos e ultrapassa barreiras. Fé e paixão são irmãs. Vêem a beleza e se doam ao amado. Desejo a fé que me apaixone pela vida e toda a criação, sendo a terra minha querida e o universo meu amor. - Derrel Santee

sementesbiblicas.blogspot.com/

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home