11 dezembro, 2006

Intrometendo-me em um diálogo entre amigos

Prezado irmão, desculpe usar esse termo, tão depreciado entre nós nesses tempos, gostei muitissimo de sua carta. Respeito quem não se cala diante dos absurdos... Cá entre nós, não sei onde vai parar nossa igreja, mas folgo em saber que os que estão no bom caminho, permanecerão nele, "dentro ou fora da IM".

A arrogância dos extremistas não permite perceber que as pessoas têm opções, que são livres para seguirem seus caminhos e suas convicções, fruto de uma caminhada de vida. Nos querem apagar a experiência, como uma lavagem cerebral ou pelo terrorismo. Isso apenas mostra como ao longo dos anos nossa igreja esteve mal assistida, mal construida e mal informada.

Mas temos opções. Uma delas é ignorá-los, outra é usar o Código Civil para brecar perseguições, insanidades e autoritarismos. Alguns acham que são senhores, coronéis do povo e são mesmo; na medida que não adiantará, penso eu, tentar valer os canones. Me parece que a IM hoje, nada se distingue do senado, onde o conchavo entre seus pares ignora as normas e as leis da igreja. Já vi muita pizza na IM. Veja o que foi esse CG , senão uma imensa e vergonhosa pizza! Ali burlaram-se várias leis da IM, e ficou por isso mesmo.

Cá entre nós, enquanto não houver uma ação cívil pública os coroneis continuarão mandando, aterrorizando... Resta saber de onde virá esse freio, quem tomará a inciativa. Temo que o cansaço, o nojo e a descrença faça muitos/as simplesmente cairem fora, é muito mais fácil,quando não se tem fé no sistema; eu não tenho nesse momento. Vamos conversando,

Abraços,

Maria Newnum

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home