30 junho, 2008

Mais de 800.000 Cristãos ultrapassam divisões para serem ‘Uma’ Igreja

Com as igrejas a competirem por maiores números de afluência, competindo acerca do estilo de adoração, e um número crescente de denominações por todo o mundo, Groeschel acredita que as divisões entre Cristãos estão a partir o coração de Deus.

A ideia que muitos não crentes têm da Igreja não é muito boa e muitos descrevem a Igreja como estando dividida em vez de unida, descobriu um pastor inovador.
“Não estamos a fazer um trabalho lá muito bom, não é verdade?” disse Craig Groeschel, pastor sénior da LifeChurch.tv, aos participantes da igreja no Domingo.
Com as igrejas a competirem por maiores números de afluência, competindo acerca do estilo de adoração, e um número crescente de denominações por todo o mundo, Groeschel acredita que as divisões entre Cristãos estão a partir o coração de Deus.
“Pergunto a mim mesmo se Deus alguma vez olha para todas as Suas igrejas, todas as igrejas Cristãs em todo o mundo, e pergunta, ‘Por que é que vocês não conseguem unir-se? Por que é que vocês estão tão divididos depois do meu Filho Jesus ter orado ‘Pai, faz com que eles sejam um,’” disse Groeschel, que lidera uma igreja com rápido crescimento com campuses em seis estados e na Internet.

No início deste mês, o pastor da Life Church lançou uma série com a duração de um mês chamada “Uma Oração,” em parceria com mais de 1,400 igrejas de todo o globo naquilo que os participantes estão a chamar de um evento histórico sem precedentes.
As centenas de igrejas e os seus mais de 800,000 membros estão a participar na série com a premissa “Se Deus respondesse a ‘uma oração’ para a igreja em geral, o que é que você oraria?” Depois de pregarem no primeiro Domingo do mês, os pastores estão a mostrar sermões de outros pastores participantes através de vídeos, cada um pregando acerca do que a sua ‘uma oração’ é.

A ‘uma oração’ de Groeschel é “faz com que sejamos um.”

“E se as igrejas espalhadas por todo o mundo respondessem à sua oração quando Jesus orou ‘Pai, faz com que eles sejam um,’” desafiou ele os membros no Domingo.
Groeschel explicou que a série foi criada mais por arrependimento do que por paixão pela unidade. Foi o seu desejo de não ser competitivo contra outros crentes e em vez de isso unir-se.

A unidade começa com o reconhecimento de “um inimigo” – Satanás, e não a igreja ao fundo da rua ou a igreja de outra denominação, disse o pastor. Ter um coração e um propósito também irá ajudar a unir os Cristãos.

“O que aconteceria se nós, a Igreja espalhada por todo o mundo se unisse e usasse todos os recursos que Deus nos deu?” perguntou ele. Ele demonstrou que dentro de uma semana a fome podia ser eliminada, todas as pessoas poderiam ter acesso a água potável, a pobreza poderia ser erradicada, e o mundo “poderia não somente conhecer o nome de Jesus mas eles também poderiam vê-lo se nos tornássemos um.”

Logo no Domingo seguinte, o mundo iria adorar como nunca dantes porque tinham vindo a conhecer a glória, poder e amor de Jesus através dos seus seguidores, realçou Groeschel.

Este mês a LifeChurch.tv está também a mostrar sermões de Jentezen Franklin da Free Chapel, Perry Nobel da Igreja NewSpring, e de Ed Young da Igreja Fellowship.
A ‘uma oração’ de Young para a Igreja é empreender, em particular na realidade do céu e inferno.

“Durante muito tempo, a Igreja falou demais e demasiado frequentemente acerca do inferno,” disse Young no seu sermão Uma Oração. Agora, “o pêndulo balançou demasiado longe para o outro lado” e as igrejas estão a pregar psicologia pop em vez do evangelho, disse ele.

“Eu penso que a Igreja tem ... feito um desserviço no mundo actual não falando o suficiente sobre o inferno,” disse ele. Quando os crentes se envolvem na eternidade e começam a ver os outros como seres eternos, isso muda tudo o que eles fazem.

“Se existe um inferno … é melhor esforçar-nos ao máximo para tocar as pessoas trazendo-as para Jesus Cristo,” pregou Young. “Deveria ser difícil ir para o inferno por causa da Igreja.”

Cerca de 60 pastores estão a partilhar as suas mensagens através de vídeo com igrejas de todo o mundo. As igrejas que participam na Uma Oração estão a encorajar o jejum e a oração durante as quatro semanas da série e irão procurar ainda produzir um impacto duradouro reunindo uma oferenda especial este fim-de-semana para apoiar o estabelecimento de 500 novas igrejas no Cambodja, Índia, Sudão e China.

_____________________________
por Lillian Kwon no site português Diário Cristão. Endereço:

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home