27 setembro, 2008

É preciso cantar! (autor desconhecido)




Enquanto mentem, eu canto.
E canto toda vez que me lembro de constatar
que apesar da grandeza da pessoa humana
com seu infinito poder transformador,
com sua variedade,
com sua ilimitada capacidade de sentir e entender,
é ela, a pessoa humana,
a causadora,
a matéria prima,
o fiel da balança
e o centro das decisões
desse mundo desumano que vivemos.

É vital que eu cante agora!
É vital que todos cantemos!
Quando alguém esquecer a lição aprendida,
quando o medo nublar a visão,
enquanto alguns tiverem vozes mais fortes que outros,
é vital que todos cantemos.
Até que todos possam se divertir nesta festa
será preciso cantar.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home