31 dezembro, 2008

Natal: Deus é fiel! Aleluia! (Ronan Boechat de Amorim)



Segundo o calendário litúrgico cristão, o período do Natal vai de 25 de dezembro até o dia 6 de janeiro, dia em que o menino Jesus é reco-nhecido e adorado pela primeira vez, pelos magos do oriente (cf. Mt 2:1-12). Por isso o dia 6 de janeiro é popularmente conhecido como o “dia de reis”.

O Natal de Jesus aconteceu no lugar muito pobre. Seu primeiro ber-ço foi uma manjedoura, um cocho, uma vasilha geralmente feita com um tronco de madeira escavada, onde se coloca a comida do gado. Para o milagre acontecer não há necessidade de riqueza, ritos, corren-tes, ofertas... mas apenas a fé das pessoas que confiam em Deus e acreditam que nosso Deus age como e onde quer. Maria e José, os pastores, os magos, Simeão creram, e por isso viram a glória de Deus. Onde há corações crentes, milagres operados por Deus acontecem.

Os milagres de Deus são sinais que acompanham os que crêem (Mc 16:17-18). E podemos ver ao longo do Evangelho de João, do livro de A-tos e de toda as Escrituras Sagradas, que nosso Deus é poderoso e bon-doso, e também age de modo sobrenatural. Milagres não são coisas de pentecostais, mas sinais de Deus na vida e na comunidade do povo cren-te em Deus. Para quem crê em Deus não há necessidade de se explicar os milagres. Para quem não crê, nenhuma explicação é suficiente.

O menino Jesus nos ensina que não importa nossa força, poder e destreza, mas sim o poder de Deus que atua em nós e através de nós.

Contra os poderes do egoísmo, violência, império romano, mal, diabo e morte, Deus não manda um super-herói nem se encarna na figura e na destreza de um. Ele vem em forma de um bebezinho frágil, dependente em tudo de Maria e José. Podemos dizer que Deus ironiza, ridiculariza, desdenha e despreza o poder do mal. “Do seu trono lá no céu o Senhor ri e zomba dos maus” (Salmos 2:4). “A loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte que os homens” (1Co 1:25). Deus ao encarnar-se em Jesus, nas palavras do poeta Geraldo Vandré, “acredita nas flores (amor, compaixão...) vencendo os canhões”.

Confie, portanto, no amor de Deus. Entregue o teu caminho ao Se-nhor, confia nele e o mais Ele fará (Sl 37:5). Deixe as luzes, as cores, as alegrias e a graça do Natal encherem sua vida. Deus é fiel! (1Co 10:13).

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home