31 dezembro, 2008

SEJA BEM-VINDO, 2009, EM NOME DE JESUS! (Ronan Boechat de Amorim)



O dia 31 de dezembro, o último do ano, é uma data que forçosamente nos lembra da transitoriedade de tudo que existe. Medimos nossa vida em anos. O ano novo é sempre marca e referência para novos projetos de vida: um novo curso, o ca-samento, uma viagem planejada... É tempo de avaliações e recomeços.

O texto bíblico de Ex 13:17-22 coloca-nos também numa situação de transi-toriedade e de passagem experimentada pelo povo judeu que era libertado por Deus da escravidão no Egito e era guiado para uma terra onde teriam no-vas oportunidades de fazer a vida boa e de fazer a vida valer a pena.

A primeira coisa que nos chama a atenção é a direção dada por Deus a seu povo. A novidade de Deus, a nova vida, os novos tempos não viriam pelo caminho mais fácil. Pode parecer estranho que o fato dos judeus não irem pelo “caminho da terra dos filisteus, posto que mais curto” (v. 17) e sim pelo caminho mais longo, o caminho do deserto (v 18). O povo que experimentou a ação salvadora de Deus é chamado a confiar não apenas em sua experi-ência, lógica e ciência, mas no amor libertador de Deus.

Não há nenhum pecado em vestir-se de branco ou comer lentilhas na vi-rada do ano, no reveillon. Mas essas práticas não têm o poder de mudar nos-sa vida, interferir na nossa história para nos garantir um futuro melhor, curar relacionamentos feridos ou cínicos. Nos dar forças pra superar um passado doloroso e ruim. Libertar-nos para sonhar e trabalhar por dias melhores.

Só quem pode nos consolar, sustentar, animar, curar e nos encher de paz, esperança, amor e de uma auto-estima saudável é Deus. Pois sua pre-sença em nossa vida nos dá a segurança de estarmos caminhando, vivendo e também descansando à sombra de suas bondosas mãos. Sua presença em nossa vida é luz que ilumina toda escuridão e podemos caminhar às cla-ras, viver com transparência, decidir com discernimento de quem é capaz de enxergar formas e cores para além do cinza da noite ou do engano da apa-rência. Seu amor nos infunde coragem e ternura, suas mãos nos colocam de pé e saram nossas feridas, sua voz nos encoraja e aponta o caminho.

Se queremos um ano novo abençoado, uma vida de paz e prosperi-dade, devemos estar ao lado do nosso Deus. Ele disse: "Eu vim para que tenham vida e vida com abundância" (João 10:10).

Junto de Jesus podemos construir uma nova história para nossa vida cujo final será a salvação eterna, e cada capítulo seja de paz, alegria e bênção.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home