03 março, 2009

A armadura de Deus para os filhos e filhas de Deus que lutam pelo Reino e contra o poder do mal (Ef 6:10-18)


Pr. Ronan Boechat de Amorim

"Tornem-se cada vez mais fortes, vivendo unidos com o Senhor e recebendo a força do seu grande poder.
Vistam-se com toda a armadura que Deus dá a vocês, para ficarem firmes contra as armadilhas do Diabo.
Pois nós não estamos lutando contra seres humanos, mas contra as forças espirituais do mal que vivem nas alturas, isto é, os governos, as autoridades e os poderes que dominam completamente este mundo de escuridão.
Por isso peguem agora a armadura que Deus lhes dá. Assim, quando chegar o dia de enfrentarem as forças do mal, vocês poderão resistir aos ataques do inimigo e, depois de lutarem até o fim, vocês continuarão firmes, sem recuar.
Portanto, estejam preparados:
- usem a verdade como cinturão
- vistam-se com a couraça (armadura) da justiça
- calcem, como sapatos, a prontidão para anunciar a boa notícia de paz (ou seja, dêem o testemunho do Evangelho, construam reconciliação e paz, cf. 2Co 5:18)
- levem sempre a fé como escudo, para poderem se proteger de todos os dardos de fogo do Maligno.
- recebam a salvação como capacete (cf. 1Ts 5:8 = portem-se como pessoas que têm certeza da salvação, ou seja, como verdadeiros filhos de Deus)
- recebam a palavra de Deus como a espada que o Espírito Santo lhes dá.

Façam tudo isso orando a Deus e pedindo a ajuda dele. Orem sempre, guiados pelo Espírito de Deus. Fiquem alertas. Não desanimem e orem sempre por todo o povo de Deus".


Algumas reflexões a partir do texto de Ef 6:10-18:

a) A luta cristã é uma luta contínua pelo bem, pela justiça, pela vida e pela paz; e igualmente uma luta contínua contra o mal, a injustiça, a morte e todas as forças que a produzem e pela solidariedade e respeito entre pessoas, grupos de pessoas, povos, nações, etc.

b) Para a nossa luta contra forças espirituais malignas precisamos de “armas” e poder espirituais que só nos podem ser dados pelo Espírito Santo de Deus.

c) As armas para o combate apresentadas pelo texto são: verdade, justiça, testemunho do evangelho, fé operosa, certeza da salvação e dos cuidados de Deus e a Palavra de Deus.

d) O soldado que luta pela vida e justiça por mais equipado que esteja, precisa confiar na orientação do seu superior, que tem a visão mais ampla do campo de batalha. O Senhor nosso Deus, onipotente, onisciente e onipresente, Pai de Misericórdia e Deus de amor, é o nosso general-comandante. “O que confia no Senhor está seguro” (Pv 29:27). Por isso Paulo diz no versículo 18:
- Façam tudo isso (revestir-se do poder de Deus através da armadura da salvação) em oração;
- Peçam a ajuda de Deus.
- Orem sempre (sem cessar)
- Guiados pelo espírito de Deus.
- Fiquem alertas.
- Não desanimem.
- Orem por todo o povo de Deus (orem uns pelos outros).

d) Se queremos ser grandemente abençoados, se queremos ser bênçãos nas mãos de Deus e no mundo em que vivemos, vitoriosos em nossas lutas, árvore que dá bom fruto, luz que brilha no velador, sal da terra, obreiros aprovados, devemos nos revestir e permanecer revestidos da armadura espiritual de Deus.
Ela serve para a nossa defesa contra os ataques e ciladas do Diabo que veio para matar, roubar e destruir.
Ela serve para mantermos nossa posição e nos permite avançar e destruir o poder do mal que existe concretamente em nosso mundo, tão visível em nossa cultura machista, racista, sexista, hedonista, idolátrica, materialista, violenta, etc...

e) Quando falamos em “batalha espiritual” estamos falando do que acontece diariamente em nossa vida. Há um poder do mal que procura corromper os filhos e filhas de Deus. E essa corrupção é visível através da manifestação do pecado e do mal em nossas vidas, nas relações familiares e interpessoais, na comunidade, na cultura, na economia, na política, na manifestação da violência, na usura, no abuso contra crianças, trabalho escravo, fome, miséria, impunidade, etc... Nosso grande desafio é “amarrar” o diabo e suas obras e seus “anjos” que estão presentes concretamente em nosso mundo. “Amarrar” o diabo num plano metafísico ou nas regiões celestes” é tarefa que só pode ser feita por Deus. Cabe a nós enfrentar o mal no campo de batalha onde nós estamos e onde Deus nos chama para sinalizar e construir o Reino de Deus (Rm 14:17): em nossa vida, em nossa comunidade, em nosso mundo. Aqui dentro do que podemos chamar de “a história humana” é o nosso campo de atuação, testemunho e batalha espiritual.

O texto bíblico de 1Jo 3:8 nos assegura: “para isto se manifestou o Filho de Deus: para destruir as obras do diabo”. "O Senhor me deu o seu Espírito. Ele me escolheu para levar boas notícias aos pobres e me enviou para anunciar a liberdade aos presos, dar vista aos cegos, libertar os que estão sendo oprimidos", diz-nos Jesus em Lc 4:18.

f) Vencemos o diabo e destruímos suas obras revestindo-nos da armadura da salvação! “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós (Tg 4:7).

Assim sendo, a verdade vence a mentira e tudo o mais que não tem integridade, transparência, coerência, ética, princípios morais, decência, respeitabilidade. A verdade liberta! (Jo 8:32). A justiça vence a injustiça, a opressão, a tirania, a impunidade, a marginalização, a indiferença, a omissão. “Com a nossa fé conseguimos a vitória sobre o mundo” (1Jo 5:4). A fé vence o poder do mal. “Vence o mal com o bem” (Rm 12:21).

“Amado, não imites o que é mau, senão o que é bom. Aquele que pratica o bem procede de Deus; aquele que pratica o mal jamais viu a Deus” (3Jo 1:11).

g) A nossa “batalha espiritual” é por uma vida melhor e mais justa para todos, por um mundo melhor para todos. Jesus veio para que tenhamos vida com abundância (Jo 10:10). O Evangelho é o convite para a paz.

Após recusar o culto de um povo que não faz justiça, Deus aponta ao caminho ao seu povo: “Em vez disso, quero que haja tanta justiça como as águas de uma enchente e que a honestidade seja como um rio que não pára de correr” (Am 5:24).

Em Tg 1:27 temos que “a religião pura e sem mácula, para com o nosso Deus e Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e a si mesmo guardar-se incontaminado do mundo”.

O projeto de Deus para o nosso mundo é dito tanto em Isaías 2:4 quanto em Miquéias 4:3 com as mesmas palavras: “Os povos transformarão as suas espadas em arados e as suas lanças em foices. Nunca mais as nações farão guerra, nem se prepararão novamente para batalhas”.

“Pois o Reino de Deus não é uma questão de comida ou de bebida, mas de viver corretamente, em paz e com a alegria que o Espírito Santo dá” (Rm 14:17). O que Deus quer é “que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente (em humilde obediência) com o teu Deus (Mq 6:8).

“Porque assim é a vontade de Deus, que, pela prática do bem, façais emudecer a ignorância dos insensatos” (1Pd 2:15).

E não há bem maior nesse mundo que possamos fazer além da pregação do Evangelho que gera reconciliação com Deus (salvação) e reconciliação humana (cidadania).

h) Sem querer tratar de ordem cronológica ou de primazia, aquele que está revestido da armadura de Deus, é porque já experimentou em sua vida a promessa do poder do Espírito Santo mencionada por Jesus em Atos 1:8. E obviamente recebeu a presença viva do Espírito que imprime na pessoa um caráter, valores, ações e comportamentos marcados pelo fruto do Espírito descrito em Gl 5:22-23, bem como a capacitação dos dons espirituais para o testemunho e a execução da vontade de Deus e da Missão.

Jesus nos afirma: “Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer” (Jo 15:5). E Paulo complementa: “tudo posso naquele que me fortalece” (Fp 4:13).

i) Bem-aventurados os que têm sede e fome de justiça, os pacificadores, os misericordiosos, garante-nos Jesus em Mt 5:1-12. As portas do inferno não prevalecerão contra a Igreja do Senhor, contra a Obra de Deus (Mt 16:18). O pecado será vencido pela graça. As trevas serão vencidas pela luz. A inimizade será superada pelo perdão, pela justiça e pelo amor. Aleluia!

Onde hoje há situações, relacionamentos, etc, dominados e comprometidos com o poder do mal, a bandeira do Evangelho da vida, da justiça, da libertação e da salvação chegará lá. Pessoas que hoje estão dominadas e comprometidas com relações injustas e demoníacas serão alcançadas e, se quiserem, poderão ser libertas e salvas pelo poder da Graça de Jessus. O diabo já está derrotado e será lançado por Deus no poço de enxofre cujo fogo não se apaga nunca (Ap 20:10). A criação será redimida, embora hoje sofra como quem tem dores de parto, também será salva, alcançará a redenção divina (Rm 8:17-23).

Hoje lutamos pela Causa do Evangelho, mas a vitória já é certa. Em Cristo somos mais que vencedores (Rm 37). “Alegrai-vos na medida em que sois coparticipantes dos sofrimentos de Cristo, para que também, na revelação de sua glória, vos alegreis exultando (1Pd 4:13). “Alegrai-vos no Senhor e regozijai-vos, ó justos; exultai, vós todos que sois retos de coração” (Sl 32:11). “A alegria do Senhor é a vossa força” (Ne 8:10).

Permaneçamos vestidos adequadamente para enfrentar e não cairmos diante das tentações, tribulações, provações, perseguições, injustiças, enfermidades e tudo mais que pode nos alcançar e nos retirar da presença de Deus. Até o momento em que o Senhor trocar a nossa roupa de luta pela roupa de vitória: “O vencedor será assim vestido de vestiduras brancas, e de modo nenhum apagarei o seu nome do Livro da Vida; pelo contrário, confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos”, assegura o Senhor Jesus em Apocalipse 3:5. Quanto aos demais que têm armadura de menos fica a exortação: “Aconselho-te que de mim compres ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres, vestiduras brancas para te vestires, a fim de que não seja manifesta a vergonha da tua nudez, e colírio para ungires os olhos, a fim de que vejas” (Ap 3:18).

“Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade” (2 Tm 2:15). “Não recebais em vão a graça de Deus” (1Co 6:1). “Sê tu uma bênção!” (Gn 12:12).

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home