19 janeiro, 2007

Fórum Social Mundial debaterá a comunicação como direito

NAIROBI, 18 de janeiro (ALC).- A sétima edição do Fórum Social Mundial (FSM), que começará neste sábado, 20, em Nairobi, Quênia, terá, na sua programação, um Fórum das Comunicações, um espaço para discutir o desarme da hegemonia discursiva e alentar uma "outra comunicação para outro mundo possível".

A Associação Mundial de Rádios Comunitárias (AMARC) enfatizou que a construção de pautas informativas que dêem visibilidade às atividades dos movimentos sociais aparece como uma notável carência no panorama mundial. Segundo a AMARC, isso influi negativamente na formação de opiniões públicas plurais que valorizem a democracia, outorguem um sinal positivo à diversidade e que aceite e respeite as diferentes opiniões.

O Fórum proposto está agendado para a terça-feira, 23, e se chamará "Globalização, direito à comunicação, democracia e movimentos sociais".

Os debates em torno da temática da comunicação acontecerão em três mesas, que reunirão líderes de organizações e redes das comunicações em torno da globalização, direito à comunicação, democracia e movimentos sociais.

As mesas de discussão estão divididas entre as seguintes abordagens: "A comunicação como direito", "Meios comunitários e movimentos sociais" e "Globalização neoliberal e meios de comunicação".

---------------------------------------------------------------------------------
Agência Latino-Americana e Caribenha de Comunicação

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home