28 julho, 2010

Manifesto ao 19° Concílio Geral da Igreja Metoista

Revmos. Bispos e Bispa, amadas e amados irmãs e irmãos conciliares e membros da COREAM.

Somos um grupo formado por aproximadamente cento e setenta cristãos metodistas, leigos e leigas, clérigos e clérigas, de todas as Regiões Eclesiásticas e Missionárias, unidos no propósito comum de refletirmos sobre nosso papel como metodistas diante dos desafios espirituais e políticos que se nos apresentam nos dias atuais.

Reunimo-nos através da troca de mensagens eletrônicas a respeito das mais recentes questões que desafiam o metodismo brasileiro e a partir de então analisamos a atuação da Igreja Metodista em todas as áreas, tanto em ambiente eletrônico (internet) como presencialmente, com o objetivo de valorizarmos a herança wesleyana e a prática metodista histórica em nosso seio.

Através do documento anexo e no corpo desta mensagem nos manifestamos à Igreja Metodista a se reunir no 19º Concílio Geral que se realizará em julho de 2011 em Brasília.

Agradecemos antecipadamente a acolhida do documento e colocamo-nos à disposição dos bispos, bispa, delegados clérigos e leigos e continuamente oramos pelo bem de todos nós e pelo bem da Igreja Metodista.

Fabio Martelozzo Mendes
coordenador

À Igreja Metodista Reunida no 19º Concilio Geral

"Se alguém está em Cristo, é nova criatura. As coisas antigas passaram; eis que umarealidade nova apareceu. Tudo isso vem de Deus, que nos reconciliou consigo pormeio de Cristo, e nos confiou o ministério da reconciliação. Pois era Deus quemreconciliava com ele mesmo o mundo por meio de Cristo, não levando em conta ospecados dos homens e colocando em nós a palavra da reconciliação" (II Co 5.17-19).

“A reconciliação do mundo em Jesus Cristo é a fonte da justiça, da paz e da liberdadeentre as nações; todas as estruturas e poderes da sociedade são chamados aparticipar dessa nova ordem. A Igreja é a comunidade que exemplifica essas relaçõesnovas do perdão, da justiça, e da liberdade, recomendando- as aos governos e naçõescomo caminho para uma política responsável de cooperação e paz.”(CREDO SOCIAL ,III - A ORDEM POLÍTICO-SOCIAL E ECONÔMICA).

Amados/as irmãos/ãs, saúde, graça, paz e bem!

Sabemos que o 18º Concílio Geral da Igreja Metodista realizado em 2006, deliberou aretirada da Igreja Metodista de organismos ecumênicos de que a Igreja CatólicaApostólica Romana participasse como membro. Por considerarmos que esta decisãofere princípios fundamentais do Evangelho e da tradição Metodista, defendemosveementemente que o 19º CG anule essa decisão, por entender que ela afronta nãotão somente o testemunho histórico do Metodismo de espalhar a "santidade bíblica porsobre a terra, a começar pela Igreja" mas também a vontade de nosso Senhor Jesus Cristo. Além disso, ela insere a Igreja anacronicamente em um ambiente de exclusãode pessoas por seu credo, ferindo princípios civis já consagrados pelos avanços da vidamoderna de respeito aos direitos humanos.

Ademais, é sabido que Nosso Senhor Jesus Cristo intercedeu ao Pai não só por seusdiscípulos, mas por todos que viessem a crer nele, quando disse: "A fim de que todossejam um; e como és tu, ó Pai, em mim e eu em ti, também sejam eles nós; para queo mundo creia que tu me enviaste" (João 17.21)

O artigo número cinco, dos Artigos de Religião do metodismo expressa que "As SantasEscrituras contêm tudo que é necessário para a salvação, de maneira que o que nelasnão se encontre, nem por elas se possa provar, não se deve exigir de pessoa algumapara ser crido como artigo de fé, nem se deve julgar necessário para a salvação".

Entendemos que as Santas Escrituras expõem ser parte do projeto salvífico de Deus,revelado em Jesus Cristo, que persigamos a unidade da Igreja e que a divisão desta éum escândalo à Fé Cristã pois "há uma só fé, um só Espírito e um só Batismo (Ef. 4,5).

O Plano de Vida e Missão, adotado em 1982, ao tratar da Herança Wesleyana eao expressar os Elementos Fundamentais da Unidade Metodista, afirma ser "ometodismo parte da Igreja Universal de Jesus Cristo" e que ele "procura preservar oespírito de renovação da Igreja dentro da unidade conforme a intenção da ReformaProtestante do século XVI e do Movimento Wesleyano na Igreja Anglicana do séculoXVIII, que, por circunstâncias históricas, resultaram em divisões. Por isto, dá sua mãoa todos cujo coração é como o seu e busca no Espírito os caminhos para oestabelecimento da unidade visível da Igreja de Cristo (Jo 17.17-23)".

No sermão 39, "O Espírito Católico", fundamentado em 2 Rs 10.15-16, João Wesleyenfatiza as expressões: "Tens tu reto o coração para comigo, como o meu o é paracontigo? ...Então dá-me a mão." Salienta que, ter o "coração reto" não significa ter asmesmas opiniões, as mesmas formas de culto, concordância sobre o modelo deestrutura eclesiástica, sobre as formas de batismo ou de celebração da Ceia do Senhor,entre outros. A rigor, não exige nada em termos de ritos, práticas e costumes queexteriorizem quaisquer tipos de posturas comuns; o que se exige é sentimento decompromisso de amor a Deus e à humanidade. Ele chega a dizer: "Se não podemospensar igual por que não podemos amar igual?"

Entendemos que "unidade visível" não significa a reunião de todas as Igrejas em umaúnica estrutura eclesiástica e nem a adoção de posturas hegemônicas em questões deritos ou dogmas, mas uma capacidade dialogal típica da que foi defendida por JoãoWesley, de forma mais intensa, após a sua experiência de 24 de maio de 1738,alicerçada, entre outros, em Mt 5.45-48, que desafia os seguidores(as) de Jesus a umaprática parecida com a do Pai, que envia o sol e a chuva sobre todos(as): "bons emaus, justos e injustos"... Se amardes os que vos amam, que recompensa tendes? ...Se saudardes somente os vossos irmãos , que fazeis de mais?

O Plano de Vida e Missão reitera ainda que nossa opção ecumênica, além de serobediência ao mandamento de Cristo, é resultado prático da vivência na frentemissionária, onde todos são irmanados na fé apesar das diferenças teológicodoutriná rias. Ou seja, o ecumenismo nasce da fé em missão pois ao indicar como umada área de atuação a de Promoção da Unidade Cristã, conceitua que: “A busca evivência da unidade da Igreja, como parte da Missão, não é optativa, mas uma dasexpressões históricas do Reino de Deus. Ela procede do Senhor Jesus Cristo e érealizada por meio do Espírito Santo, pela rica diversidade de dons, ministérios,serviços e estruturas que possibilitam aos cristãos trabalhar em amor na construção doReino de Deus até a sua concretização plena (Jo 10.17;1.17-23; 1 Co 1.10-13; 12.4-7,12 e 13; Ef 4.3-6; Ef 2.10-11).”

Pelo exposto, confessamos que nossa incapacidade de obedecer à decisão do 18º CG,não decorre de indisciplina ou insubmissão, mas da liberdade à qual somos chamadose que em Cristo nos foi outorgada. Ela nos constrange a declarar que "Um cristão ésenhor livre sobre todas as coisas e não está sujeito a ninguém. Um cristão é servidorde todas as coisas e sujeito a todos" (Da Liberdade Cristã, Martinho Lutero). Assimsendo, pedimos que "mantenhamos, entre nós, laços de paz, para conservar a unidadedo Espírito. Há um só corpo e um só Espírito, assim como a vocação nossa noschamou a uma só esperança: há um só Senhor, uma só fé, um só batismo. Há um sóDeus e Pai de todos, que está acima de todos e está presente em todos" (Ef. 4.3-6).

Os abaixo assinados representam somente uma parte dos Metodistas Confessantes.Muitos pastores e pastoras não o assinam devido à possibilidades de represálias quetêm ocorrido em algumas de nossas regiões eclesiásticas.

• PAULO SILAS JORGE DE LARA Igreja Metodista Em Água Fria - 3ª RE.
• Paola Vargas Barbosa - Igreja Metodista Em Goiabeiras, Vitória/ES 4a RE.
• Fabio Martelozzo Mendes - Congregação Em Santana De Parnaíba/IgrejaMetodista Em Itaberaba - 3ª Região.
• Tony Welliton Da Silva Vilhena - Igreja Metodista Central Em Belém / REMA
• Francisco Thiago De Almeida – Franca/SP 5ª Região
• Lucas Lima Camargo Escobar Bueno – Sorocaba – SP 3ª RE
• Jaider Batista Da Silva, Igreja Metodista Do Bairro Santa Helena Em GovernadorValadares, MG.
• Elza Maria Robin Zenkner - Presbítera (Aposentada) - 2ª Região
• Elena Alves Silva - Pastora Na Igreja Metodista Em Jardim Colorado - 3ª RE
• João Luiz De Barros Teixeira - Presbítro - 1ª Regiao
• Carla Pereira Nonato – Igreja Metodista Em Monte Belo – 3ª Região
• Isaias Laval - Água Fria - SP
• KELLER APOLINARIO ROSA DA SILVA- IGREJA METODISTA DE CONSELHEIROPENA
• Adahyr Cruz
• Dalva Dianim Berzoini Igreja Metodista Em Bela Aurora - Juiz De Fora - 4ªRegião
• Cibele Paradela - Igreja Metodista De Botafogo - Rio De Janeiro - RJ
• Arthur Emílio Dianin - Igreja Metodista De Bela Aurora - Juiz De Fora/MG
• Anivaldo Padilha, Leigo, Igreja Metodista Em Vila Mariana, São Paulo, 3a.Região.
• Clésio De Oliveira Paradela - Igreja Metodista Em Venda Nova-BH (MG)
• Darlene Barbosa Schützer - Catedral Metodista De Piracicaba.
• Saulo De Tarso Cerqueira Baptista, Igreja Metodista Central De Belém, Pará.
• Octavio Alves Dos Santos Filho - Pastor Na Igreja Metodista No Itaim Bibi (SP)
• Sydney Farias Da Silva
• Diná Da Silva Branchini, Membro Igreja Metodista Em Suzano,São Paulo- 3RE
• Paulo Barbosa - Igreja Metodista em Goiabeiras – Vitória – ES
• Cléber De Oliveira Paradela
• Miriam Vargas Barbosa Da Igreja Metodista Em Goiabeiras – Vitória – ES
• Cristina Engels Rodrigues, Membro Da Igreja Metodista No Ipiranga
• Messias Valverde - Presbítero 4ª Região
• Carolina Cislaghi Rivero - Catedral Metodista De Piracicaba.
• Dilson Julio Da Silva
• Washington Luiz Silva Santos - Membro Leigo Da Igreja Metodista EmAricanduva.
• Sérgio Marcus Pinto Lopes - Presbítero
• Dilene Fernandes De Almeida, Presbítera, Igreja Metodista Em Guaianazes, SãoPaulo, 3a RE
• Juarez Reinaldo De Souza Lima - Igreja Metodista Em Água Fria 3ª RE
• Erika Schützer - Igreja Metodista Central De Piracicaba.
• Emília Maria Garcia Dos Santos, Membro Leigo Da Igreja Metodista No ItaimBibi.
• Jair Alves - Pastor Metodista Em Santo Estevão
• Wesley Silva dos Santos, leigo da Igreja Metodista em Vila Medeiros (SP)
• Rev. Luciano José de Lima, pastor na Igreja Metodista em Jundiaí (SP).
• James William Goodwin – 4ª Região
• Francisco Cetrulo Neto
• Cilas Ferraz de Oliveira - Presbítero - Izabela Hendrix - Belo Horizonte-MG
• Eunice Nazareth Nonato, Igreja Metodista Bela Vista – Governador Valadares,MG
• Martinho Luthero de Souza Junior, I.M. em Salgado Filho - BH, IV Região
• Waldecy Louback da Cunha - Igreja Metodista em Goiabeiras – Vitória – ES
• Marcelo Pereira Louback - Igreja Metodista em Goiabeiras – Vitória – ES
• Marislene Pereira Louback - Igreja Metodista em Goiabeiras – Vitória – ES
• Elias César Louback - Igreja Metodista em Goiabeiras – Vitória – ES
• Wagner Silva dos Santos
• Raquel Moraes Gaia - Igreja Metodista Central em Belém
• Jesus Anacleto Rosa, Presbítero aposentado- 3RE
• REV. Robert Stephen Newnum – 6ª RE
• Maria Newnum – 6a RE
• Victor Cláudio Paradela Ferreira - membro da Igreja Metodista em Bela Aurora -Juiz de Fora – MG
• Klaus Schützer - Igreja Metodista de São Carlos-SP
• Rudolf Schützer - Igreja Metodista Central de Piracicaba
• Eloisa Geraldi - Catedral Metodista de Piracicaba_SP
• Julio Augusto Toledo Veiga - Catedral Metodista de Piracicaba – SP
• Victor José Ferreira - Igreja Metodista de Botafogo Rio de Janeiro – RJ
• Paulo Roberto Ramos Caiuá (Membro da Catedral Metodista de Piracicaba)
• Gérson Mendes Ferreira - Igreja Metodista Central de Campinas.
• Nicanor Lopes – Pastor da IM em Jardim Pacaembu – Campinas - 5ª. RegiãoEclesiástica
• Leila de Castro Louback Ferraz - Igreja Metodista Izabela Hendrix - BeloHorizonte - MG (4a RE)
• SILVIA EUNICE BORGHI CEPEDA GIUSTI - Igreja Metodista Central deCampinas
• Filipe F. Ribeiro Maia, 5 RE, Piracicaba, SP.
• Sílvia Vilhena Antunes Amaral - Igreja Metodista Izabela Hendrix
• Yara Lígia Pacini - Igreja Metodista Central de Campinas.
• Sheila Christine Freire de Matos Hussar, membro da Catedral Metodista dePiracicaba.
• Susana Fernandes Ribeiro Maia - Catedral Metodista de Piracicaba- SP. 5ª RE
• Augusto Campos de Rezende Igreja Metodista Izabela Hendrix
• Alexandre Bomfim Rodrigues - Igreja Metodista do Izabela Hendrix BH
• Gerson Mattos. Leigo da Igreja Metodista em Arthur Alvim.
• Shirlei Debussi Pissaia - Igreja Metodista Central de Piracicaba
• Marcos Seir Andrino - Igreja Metodista Central Campinas SP - 5a Região
• Bernardeth Talasse Andrino - Igreja Metodista Central Campinas SP - 5a Região
• Rev, Luiz Ferraz dos Santos-pastoral AMAS-Catedral Metodista - Piracicaba.
• Tiago Bicudo
• Débora Bicudo de Faria – Igreja Metodista Central de Campinas

Aqueles e aquelas que desejarem subscrever o presente manifesto poderão fazê-loatravés da petição online no seguinte endereço:
http://www.ipetitio ns.com/petition/ manifesto19cg/

2 Comments:

At setembro 22, 2010, Blogger O Povo Chamado Metodista said...

Irmão,
parabéns pelo blog. Temos o mesmo propósito. Visite o meu blog http://brasilmetodista.blogspot.com/
Fica com Deus,
Mary

 
At outubro 13, 2010, Anonymous CASA ESPIRITA JOÃO EVANGELISTA said...

AMIGOS PARABENS A RELIGIÃO É O MEIO NÃO O FIM, SOMOS TODOS IRMÃOS.

CASA ESPIRITA JOÃO EVANGELISTA

VISITEM NOSSO CANTINHO
WWW.CASAESPIRITADRP.BLOGSPOT.COM

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home